Criação de Valor

Criação de Valor

A Braskem está focada no desenvolvimento das seguintes alavancas que visam criar valor para o acionista:

Nova planta de PP nos Estados Unidos

Em linha com a estratégia de diversificação da matriz de matéria-prima e expansão geográfica nas Américas, reforçando a posição de liderança na produção de PP nos Estados Unidos, o Conselho de Administração da Braskem aprovou em 21 de junho de 2017 o projeto para construção de uma nova planta de PP de 450 mil toneladas no site de La Porte, no estado norte-americano do Texas. O projeto tem seu início de operação previsto para primeiro semestre de 2020.

O progresso físico da construção da nova planta atingiu 48,3% ao final de 2018, com investimento total já realizado de US$ 382 milhões. 

Flexibilização de matéria-prima na Bahia

2018 foi o primeiro ano de operação da central petroquímica da Bahia utilizando etano importado como matéria-prima. Do total de eteno produzido nesta central, 11% foi base etano.

Novo escritório na Índia

O Conselho de Administração da Companhia aprovou em 2018 a constituição de nova empresa da Braskem na Índia, com o objetivo de buscar novas oportunidades de crescimento e vendas da Companhia.

Transformação Digital

Em 2018, a Braskem deu início à sua transformação digital. Esse processo é definido por um roadmap que engloba mais de 50 iniciativas, cobrindo áreas como Operações Industriais, Marketing, Vendas, Supply Chain e Corporativa. A Companhia está adotando tecnologias como inteligência artificial, machine learning e advanced analytics, com o objetivo de criar ferramentas digitais de otimização de processo, manutenção preventiva, controle de qualidade, blockchain em logística, projeção de oferta e demanda, rastreamento de produtos, e diversas outras. O avanço nessas iniciativas é fundamental para que a Braskem continue à frente do processo de inovação que acompanha a indústria petroquímica global, e se coloque na posição de reduzir custo e capturar vantagens competitivas, que constantemente surgem de novas tecnologias.

Aliança para o Fim dos Resíduos Plásticos

Em linha com a estratégia de buscar soluções que contribuam para endereçar os desafios da economia circular, em dezembro de 2018 a Braskem e os demais produtores de resinas termoplásticas, membros da Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM), lançaram o Compromisso Voluntário com a Economia Circular dos Plásticos para promover e ampliar o alcance da Economia Circular nas embalagens plásticas. Da mesma forma, a Braskem Idesa junto com a ANIQ e ANIPAC, associações de química e plástico do México, firmaram compromissos similares reforçando a posição relevante da Braskem em uma agenda Global. Além disto, em janeiro de 2019, a Braskem e outras 27 empresas da cadeia de valor do plástico fundaram a Aliança para o Fim dos Resíduos Plásticos, uma organização sem fins lucrativos que planeja investir até US$ 1,5 bilhão em projetos e desenvolvimento de tecnologias para acabar com o descarte de plásticos no meio ambiente, especialmente nos oceanos.